sábado, 4 de dezembro de 2010

WikiLeaks: um breve comentário

Que as relações diplomáticas nos últimos tempos estejam cada vez mais acirradas isso não é muita novidade, e também não é muito novidade o modo americano de pensar dos países que julga serem inferiores a eles como têm declarado os mais diversos especialistas no assunto. O WikiLeaks não expôs coisas novas, ao contrário nos deu uma grande demonstração de como isso ocorre na íntegra e internamente revelando os mais diversos diálogos entre os diplomatas americanos que até então estavam resguardados pelo sigilo e confidencialidade dos telegramas que os embaixadores trocaram com a chancelaria americana.

Ao contrário do resto do mundo, o Brasil é o único que julga isso não ser polêmico e vem ultimamente classificando tudo como uma mentira inventada enquanto que nos bastidores vem quebrando a cabeça para amenizar a situação e sair ileso de qualquer declaração ou ação que possa acarretar em um abalo nas relações diplomáticas com os Estados Unidos.

Claramente o que se ver e se percebe é que o WikiLeaks está sendo alvo da mais ridícula guerra contra a Liberdade de Expressão a que tanto os grupos de direitos humanos lutam para conseguir, e por todos os lados esse clima de instabilidade vem demonstrando o poderio de manipulação que os Estados Unidos tem feito e que se abre claramente uma guerra internacional contra a Liberdade de Imprensa.

Acompanhemos os desfechos nos próximos dias em especial com os telegramas a respeito do Brasil, espero que não tenhamos nenhuma surpresa e espero mais ainda que a nossa diplomacia tenha mais cuidados nas suas relações com EUA.

Reações:


0 comentários:

Postar um comentário